Lendo Sermões: Um Salmo para o Ano Novo (Spurgeon)

“Nossa felicidade declina na medida em que nossa espiritualidade se enfraquece. Para ser feliz, digo, temos que ir adiante. Adiante está a luz do Sol! Adiante está a vitória! Adiante está o céu! Adiante está Cristo! Mas manter-se quieto é perigoso; é mais, é a morte.”

“Aonde poderíamos ir para escapar do perigo? Para onde fugiríamos às pressas para evitar as tentações?” É assim que começa esse maravilhoso sermão do Charles Spurgeon. O título pode levar a pensar que se trata de um sermão sobre um salmo, mas o foco do pregador está sob um único versículo, o de 2º Pedro 3:18 <<Antes, cresçam na graça e no conhecimento do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A ele seja a glória agora e para sempre.>>

Foi minha primeira leitura concluída do ano. O escolhi para ler por se tratar de uma palavra direcionada para inícios de ano. Spurgeon o pregou numa manhã de domingo, no Tabernáculo Metropolitano de Newigton, Londres, em 05 de janeiro de 1862; há 160 anos e alguns dias atrás.

Spurgeon de forma magistral – que não é nenhuma novidade se tratando desse sr. – nos apresenta um “remédio celeste” contido nesse texto de 2º Pedro. Sim, um remédio para certas doenças que estão sujeitos até os mais aplicados estudantes da Escritura; além de, nos abençoar com um precioso guia para nossa jornada ao longo do ano.

É um sermão relativamente curto e mais acessível do que outros que já li do autor. Porém, ainda assim de grande profundidade. O que ficou bem fixado em minha mente são suas sentenças: “crescei na graça” e “cresçam no conhecimento de Cristo”. Sobre elas gostaria de partilhar os seguintes trechos:

Crescei na graça

“Vocês que estão vivos para Deus devem ocupar-se em crescer em todas as graças. Cresçam nessa graça básica que é a fé. Procurem crer nas promessas mais do que creram até agora. Escalem desde essa fé que, trêmula, diz: ‘Creio; ajuda a minha incredulidade’, até a fé que não vacila ante a promessa, mas que, como Abraão, crê que quem prometeu é também capaz de cumprir. A fé de vocês terá que crescer em alcance, crendo em mais verdades; terá que crescer em firmeza e alcançar um maior domínio de cada verdade, terá de crescer e constância, não sendo débil ou vacilante, nem sendo levada por toda parte, ao sabor do vento; sua fé tem que crescer diariamente em simplicidade, descansando de maneira mais plena, íntegra e completa na obra consumada do seu Senhor Jesus Cristo.”

Cresçam no conhecimento de Cristo

“Meus amados irmãos no Senhor Jesus, devemos nos ocupar em amadurecer no conhecimento Dele. Oh, que este ano conheçamos mais Dele em Sua natureza divina e em Sua relação humana conosco; em Sua obra terminada, em Sua morte, em Sua ressurreição, em Sua presente intercessão gloriosa e em Seu futuro advento real.”

E alguém pode se perguntar, mas ao que se refere o salmo do título? Somente ao final da leitura é possível entender o significado. À ele seja a glória agora e para sempre!

Como eu disse, na minha modesta opinião, Um Salmo para o Ano Novo, é mais um sermão maravilhoso do Spurgeon. Não há como ler, mesmo 160 anos depois, e não ser tocado pelo Espírito Santo – hoje, se ouvirdes a sua voz, Não endureçais os vossos corações[1]. Recomendo a todos não só a leitura deste, mas que procurem conhecer a obra do Spurgeon. Até a próxima!

[1] Hebreus 4:7
*Imagem


+INFO Um Salmo para o Ano Novo | Sermão nº 427, de Charles Haddon Spurgeon (1834-1892) | Tradução: Rachel Gondim | Projeto Spurgeon

Compre: Amazon

Telegram, Medium

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s