Percepção da vida e a oração

A percepção sobre as circunstâncias da vida é totalmente diferente quando se tem oração. A maneira como uma pessoa de oração enxerga as coisas é totalmente diferente daquela que não ora, ou não ora constantemente. Para quem tem oração, não há impossibilidades e sim temas para levar a Deus em oração. O medo perdura somente no intervalo entre aquele em que ele aparece, e aquele em que se dobra os joelhos. Não se tem camuflada a necessidade da alma, nem a mesma embriagada com prazeres dessa vida na tentativa de esconder-se o vazio, pois sabe-se que o que a alma necessita e a única coisa que a preencherá é a presença de Deus que se tem pela oração. Não há problemas insolúveis, pois sabe-se esperar pela sabedoria ou providência em oração. O coração não se desespera diante do dia mal por não saber o sentido daquilo, pois se tem certeza na oração, do propósito de todas as coisas. A incapacidade, a fraqueza, a frustração… aparecem no coração, mas nunca são capazes de abater de forma completa a alma que ora. As lágrimas não são encaradas como vãs ou como se devessem ser evitadas, mas até agradáveis na oração – por vezes um consolo -, pois ajudam a formar palavras sinceras, que são ouvidas, e a alma visitada, reconfortada, edificada, levantada e cheia de esperança.

*Escrito em 24/09/2018

*Imagem: Giovanni Do (1617-1656)

Skoob | Goodreads | Medium | Blogger

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s