Vidas Andarilhas de Luiz Bras #118 | Resenha

A velha andarilha carrega numa mala cansada todas as suas memórias, as agradáveis e as terríveis, as importantes e as desnecessárias.
Mas ela raramente abre sua velha mala. Tem muito medo das memórias terríveis. Elas não dormem e são as primeiras a gritar quando a mala é aberta.
Os gatos não entendem por que as pessoas consideram as lembranças tão importantes.
– Lembranças pesam demais, atrapalham o movimento – eles reclamam.
Metade humana, metade felina, a velha andarilha sabe que o conteúdo da velha mala é parte fundamental de sua individualidade.” (p.15)

Olha para vocês verem como são as coisas. Um dia, eu estava passando numa rua carregando alguns livros quando um desconhecido me parou e perguntou se eu gostava de ler. A resposta era óbvia acho, mas eu disse que sim. Ele me pediu para esperar e então entrou acho que na casa dele e voltou com uma pilha de livros dizendo que eram para mim. Eu né, surpresa. Não contente o desconhecido disse que eu esperasse novamente e então voltou com outra pilha. Resumo da história, ganhei cerca de 30 livros nesse dia. Mas bem, estou contando isso porque Vidas Andarilhas do Luiz Bras era um desses livros.

Publicado em 2021 pela editora Caos & Letras, esse é o segundo livro de autor contemporâneo que peguei para ler depois de dois Machados e um Alencar. Como disse no post anterior, senti necessidade de ler algo mais atual, sim para descansar a mente um pouco – ou ao menos tentar.

E é assim gente, eu também não gostei muito desse. Apesar de que, minha experiência de leitura foi bem melhor do que a última. Vidas Andarilhas tem uma proposta narrativa interessante. Tudo é bem louco: São vários personagens (uma velha, um cientista, um monstro, uma menina…), vozes que mudam sem muito aviso prévio a não ser por um detalhe que já falo. A história também tem gatos, muitos deles (gosto disso!). E um tema que se eu entendi direito é a telepatia [comunicação direta e a distância entre duas mentes ou conhecimento, por alguém, dos processos mentais de outrem – fonte Google], que assim, nem sei o que dizer, louco.

Contudo, o legal desse livro, e aqui um destaque merecido, é a edição, que sem dúvida faz parte da própria experiência de leitura. Foi a edição inclusive que me fez chegar a última página. Vou deixar algumas fotos no rodapé, mas o que acontece, o livro contém uma alternação de cores de página, branca e preta, que marcam inclusive a mudança de vozes. O livro não tem divisão de capítulos, cumprindo essa função de quebra de narrativa, temos aqui e ali páginas inteiras com imagens de gatos que mudam conforme avançamos na leitura. Gostei da capa, do tamanho da edição, do papel escolhido. Enfim, acho que eu nunca tinha lido um livro que a edição, o objeto livro, fosse tão importante para a narrativa como foi no caso de Vidas Andarilhas.

Como eu disse, eu não gostei muito da história, porém gostei muito de ter lido esse livro por causa da edição, fora que, fico feliz claro, de ler algo tão criativo de um autor nacional. Sim, criativo é outra caractéristica desse livro com toda certeza.

+INFO Livro: Vidas Andarilhas | Autor: Luiz Bras| Editora Caos e Letras, 2021 | Páginas: 185 | Site Editora

★★☆☆☆

Skoob | Goodreads | Medium | Blogger

2 comentários sobre “Vidas Andarilhas de Luiz Bras #118 | Resenha

  1. Pois ultimamente tenho tido também mais desilusões de leitura do que o habitual, mas começo a pensar que talvez seja mais por andar muito cansado fisicamente e com grande estresse psicológico devido a responsabilidades com minha mãe idosa que me impede de tirar férias.
    Gostei das imagens, mas também compreendo que estas narrativas onde a forma de exposição no papel é quase tão ou mais importante que o texto muitas vezes escodem um vazio ou pobreza de conteúdo de um grande livro.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Olá Carlos! Desejo tudo de bom para ti, força com a sua mãe.
      Também penso como você, é legal livros que exploram mais os recursos do “objeto livro”, mas o que é o objeto livro sem a literatura em si? Sem uma narrativa e personagens e enredo que realmente arrebatem o leitor?

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s