O Sentido Último da Verdadeira Feminilidade #89

“Teologia fraca produz mulheres fracas.”

Ainda pensando no último livro que li do John Piper, me lembrei desse artigo lá de 2014; quando traduzido e publicado pelo site Voltemos ao Evangelho. Se trata de uma mensagem pregada pelo pr. John Piper em 2008, na conferência True Woman.

O sentido último da verdadeira feminilidade, é aqui que surgiu a frase tão famosa e repetida no meio cristão reformado desde então: “Teologia fraca produz mulheres fracas”. Uma afirmação forte que mais do que uma frase de efeito deve ser entendida no contexto e significado que John Piper a trouxe: “Teologia fraca não dá a uma mulher um Deus grande o suficiente, forte o suficiente, sábio o suficiente, bom o suficiente para lidar com as realidades da vida de maneira a capacitá-la a magnificá-lo e a seu Filho o tempo todo. Ele não é grande o suficiente.”

O ponto é: o que eu creio é importante. Saber no que eu creio e porque eu creio. Mas também, saber no que eu não creio e porque eu não creio, é importante. Teologia é importante! É a minha teologia, o meu conhecimento de Deus, a lente através da qual – eu queira ou não, consciente disso ou não – vou enxergar o mundo, as pessoas, os relacionamentos, a vida, a morte.

Qual é o propósito último do universo?

“O propósito final do universo, e para toda história, e para a sua vida, é demonstrar a Glória de Cristo em sua maior expressão, em sua morte para tornar um povo rebelde a sua noiva.” É partindo daqui que John Piper vai tratar a feminilidade como algo tão importante, um propósito tão grande – muito maior que estereótipos, formas, fórmulas, modas, corpos… – muito maior que nossas vidas finitas.

Um dos grandes problemas que temos as vezes para tratar certos temas é a constante tendência humana a superficialidade, a trivialidade. Masculinidade e Feminilidade não é simples, não é assunto para um dia. É algo profundo, complexo e maravilhoso, que merece nossa atenção.

Nesse artigo, além de refletir os pontos citados acima, Piper faz uma aplicação do propósito de Deus para a feminilidade às casadas e às solteiras. O que por fim se aplica a todos os contextos de mulheres: viúvas, divorciadas, jovens, idosas, adolescentes, crianças… Deus não faz acepção de pessoas! Deus não faz acepção de pessoas! Deus não faz acepção de pessoas![1] – quem faz isso é o ser humano.

Confesso que me sinto tentada a citar vários trechos aqui, mas não farei. Para saber mais você vai ter que ler o artigo 😉

[1] Romanos 2:11

*[Post editado em 20/12/2021]


+INFO: Artigo: O SENTIDO ÚLTIMO DA VERDADEIRA FEMINILIDADE | Conferência True Woman, 2008 | Palestrante: John Piper (1946- ) | Tradução: Alan Cristie | Site Voltemos ao Evangelho, 2014

Leia aqui: Site Voltemos ao Evangelho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s